O feito histórico da vacina para os 7 bilhões

Sete bilhões de pessoas deverão ser vacinadas contra a covid-19 em um curto espaço de tempo, o que será um feito histórico para a humanidade

A imunização em massa parece ser a solução para a maior crise sanitária do mundo moderno. Passado o desafio de encontrar uma vacina eficiente contra o coronavírus, as autoridades vão ter a missão de distribuir bilhões de doses em escala global. A logística de distribuição será enorme, e a chegada destas vacinas à ponta é um grande desafio a ser enfrentado. 

Segundo reportagem do Época Negócios, isso requer o aproveitamento de ferramentas e recursos – como o blockchain – de uma forma nunca antes vista na história do combate a pandemias. 

Serão 7 bilhões de doses da vacina que precisarão estar nas mãos profissionais de saúde o mais rápido possível. Segundo a reportagem do Época, “se considerarmos que pode haver uma perda de 20% a 30% durante o transporte e armazenamento, isso pode significar cerca de 10 bilhões de doses necessárias na cadeia de abastecimento. Se a administração da vacina exigir duas dosagens por indivíduo, o volume necessário pode chegar a 19 bilhões de frascos”.

Blockchain e a distribuição da vacina

O blockchain tem sido usada em cadeias de suprimentos nos portos, varejo e logística, principalmente para o rastreamento em tempo real das remessas e o acesso compartilhado de dados entre os membros do consórcio. Essa tecnologia pode garantir distribuição eficiente da vacina contra covid-19. 

O sistema de informações da cadeia de suprimentos de vacinas covid-19 deve ser feito com “capacidade de rastreamento em tempo real e atualizações em parâmetros como níveis de armazenamento de vacinas, controle de temperatura, estoque, quantidades de suprimentos auxiliares”. Também deve haver a taxa de desperdício de vacina para prever a demanda, planejar a fabricação e os suprimentos e reduzir a falta ou excesso de estoque. 

Já estão em desenvolvimento esforços para impulsionar o blockchain para vacinas. Ainda segundo reportagem do Época, a startup StaTwig, financiada pelo fundo de inovação da Unicef, vem testando uma plataforma de gestão da cadeia de abastecimento de vacinas que vai garantir que todas as partes tenham visibilidade completa de todas as vacinas em diferentes níveis e  estágios da cadeia de abastecimento.

Porém, para construir um sistema aberto para rastrear cada dose de vacina com precisão e transparência será necessário um consórcio global de pesquisadores de vacinas, empresas farmacêuticas, fabricantes, distribuidores, profissionais de saúde e governos.

Segundo o Época, “a tecnologia blockchain permitiria fazer isso em escala, construindo confiança e transparência que irão reduzir as taxas de desperdício de vacina, eliminar rupturas de estoque e garantir uma distribuição verdadeiramente equitativa da vacina contra a covid-19 para toda a população humana”.