Número de fintechs em operação no Brasil cresceu 28%

A 9ª edição da pesquisa Radar FintechLab apontou que 258 empresas foram abertas

Foto: Reprodução

O número de fintechs, empresas que oferecem serviços financeiros (fin) de modo digital através da tecnologia (tech), em operação no Brasil passou de 604 em junho do ano passado para 771 em agosto deste ano, um crescimento de 28%. A 9ª edição da pesquisa Radar FintechLab apontou que 258 empresas foram abertas, enquanto 92 fecharam.

De acordo com o portal Valor Investe, que publicou sobre o estudo nesta última terça-feira (25), a maioria das novas fintechs são voltadas para o setor de pagamentos. Esse segmento inclui tanto as empresas adquirentes, ou seja, as companhias que oferecem máquinas de cartão ou outras formas de pagamentos eletrônicos, quanto empresas de cartão — fintechs que oferecem cashback e carteiras digitais.

Dentro do setor de pagamentos, 77 fintechs foram abertas, enquanto 32 foram fechadas no período mencionado. Ao todo, existem 190 fintechs do setor em operação do Brasil, conforme o estudo. O cofundador do FintechLab, Fábio Gonsalez, afirma que essas fintechs representam um terço do total do país e os números tendem a continuar crescendo.

Outro setor que segue em expansão são as fintechs de gestão financeira — o segmento ocupa a segunda colocação no ranking. Foram abertas 44 novas companhias, enquanto sete foram fechadas. Ao todo, são 122 fintechs dessa categoria. Gonsalez explica que as principais oportunidades nessa área são as de gestão de fluxo de caixa para empresas, especialmente as micro e pequenas.

Em terceiro, estão as companhias que oferecem serviços de empréstimos, com 39 novas empresas. Em contrapartida, 17 fecharam, totalizando 114. Em seguida, estão as de negociações de dívidas, com seis abertas e três fechadas, somando 21. Os setores tem se tornado mais forte a medida que a tecnologia evolui, de acordo com Gonsalez.

No período analisado, foram abertas 24 empresas de investimentos e três foram fechadas. Ao todo, são 59 companhias em operação. Já no setor de criptomoedas foram 30 novas empresas abertas e nove fechadas, totalizando 55 fintechs no mercado. Segundo o executivo, a blockchain e outras tecnologias vêm alavancando o setor.