Games independentes bombam na quarentena

"Fall Guys" é um jogo divertido e colorido, enquanto "Blightbound" se volta ao gênero de terror

Foto: reprodução

A quarentena resultou no momento de glória da Devolver, produtora de jogos independente. Enquanto tudo ao redor cooperava para dar errado, nos últimos meses, mesmo diante de isolamento e menos liberdade para produzir, a produtora lançou dois dos melhores games multiplayer.

“Fall Guys: Ultimate knockout”, um dos mais bombados jogos da atualidade é considerado alegre e para cima, com seus tons coloridos, o game é uma combinação battle royale com gincana no estilo “Olimpíadas do Faustão”. O jogo que foi produzido para o PlayStation 4, foi lançado no último dia 4 e já pode ser considerado, quem sabe, um próximo “Fortnite“.

“Blightbound” já é mais voltado ao gênero terror, o jogo gira em torno de equipe de três jogadores que precisam enfrentar criaturas monstruosas que vivem em calabouços. O game já pode ser jogado desde o dia 29 de julho para computadores.

Games para socializar

O fundador e designer do Ronimo, Jasper Koning explica que isso é meio sombrio, mas a crise do corona foi boa para desenvolvimento de games, especialmente multiplayer, porque as pessoas estão presas em casa e sentem falta de socialização. Até as pessoas que não são tanto de games têm jogado para socializar.

Com o mesmo raciocínio, Joe Walsh, designer e chefe e cocriador de “Fall Guys” relata que multiplayers sempre conseguiram aproximar as pessoas que não podem se salvar. “Fall Guys”, porque ele não te deixa estressado ou nervoso no fim. Acho que é por isso que o jogo tem sido tão bem recebido, as pessoas podem apenas relaxar.

“Fall Guys” é considerado um battle royale, por conta da disputa entre jogadores, o último sobrevivente é o campeão. Walsh relata que queria apenas algo único para os multiplayers, que se encaixe ao perfil do nosso estúdio. Programas matinais de jogos na TV eram um encaixe perfeito. Nesses dois anos estavam todos sempre em pânico pensando que alguém ia anunciar algo parecido.

Gênero de brigas de rua

“Blightbound” considerou, desde o início, a busca certa para o cenário correspondente ao jogo. A princípio o projeto em 3D foi substituído pelo ambiente em duas dimensões parecido ao gênero de brigas de rua, na qual equipes se reuniram em sessões.

Koning explica que pensaram na trindade do RPG (suporte, dano e tanque), porque seria fácil dos jogadores entenderem, e desenvolverem a partir disso, tomando a decisão arriscada de dizer que não poderiam jogar sozinhos. Mas, com isso, seria possível brincar com as classes.

Com atualizações recentes, o game ganha novos heróis recrutáveis e suas masmorras diferentes. A ideia é que até o próximo ano 20 heróis e nove calabouços componham o cenário. Na próxima quinta-feira (13), devem ser adicionados ao game dois personagens e um novo mapa.