Amazon dobra lucro líquido no segundo trimestre com alta de 40% nas vendas

Analistas ouvidos pela FactSet previam lucro por ação de US$ 1,48

Foto: Reprodução

A Amazon, empresa transnacional de tecnologia dos Estados Unidos, registrou lucro líquido de US$ 5,2 bilhões no segundo trimestre de 2020. O resultado foi o dobro do obtido no mesmo período em 2019, quando o lucro líquido foi de US$ 2,6 bilhões. A receita cresceu 40,2% de abril a junho, para US$ 88,9 bilhões. 

A gigante do comércio eletrônico registrou crescimento de aproximadamente 40% nas vendas de produtos, para US$ 50,24 bilhões, e também de serviços, para US$ 38,67 bilhões. O resultado alcançado pela companhia superou as expectativas de analistas ouvidos pela FactSet, que previam lucro por ação de US$ 1,48. 

Além disso, a Amazon também divulgou projeção de receita entre US$ 87 bilhões e US$ 93 bilhões para o terceiro trimestre, crescimento entre 24% e 33% na comparação anual. Jeff Bezos, fundador e presidente da empresa, declarou que o trimestre foi altamente incomum e não poderia estar mais orgulhoso e agradecido aos funcionários de todo o mundo.

O executivo afirmou que a Amazon desembolsou cerca de US$ 4 bilhões em custos incrementais relacionados a medidas proteção dos funcionários contra a Covid-19, além de acelerar a entrega dos produtos em um momento de alta demanda. Segundo ele, mesmo nesse período imprevisível, foi injetado um dinheiro significativo na economia, foram mais de US$ 9 bilhões investidos em projetos de capital.

Os números do segundo trimestre foram impulsionados pelas tendências do consumidor durante à pandemia em um cenário de maiores compras online. Já a receita da unidade de computação em nuvem da Amazon, o Amazon Web Services, chegou a US$ 10,81 bilhões no trimestre. O segmento se tornou essencial para diversas empresas devido ao home office, o que também impulsionou os números da Amazon.