Crise sanitária estimula abertura de 7.200 novos negócios no MA

Segundo o Boletim empresarial, mesmo com a pandemia provocada pelo novo coronavírus, 7.224 negócios foram abertos

Segundo o Boletim Empresarial, durante a pandemia provocada pelo novo coronavírus, 7.224 novos negócios foram abertos entre abril e junho deste ano no Maranhão.

Os números apontam uma forte dinâmica empreendedora do Maranhão, estimulada pela falta de perspectiva de empregos formais no estado e no país.  

O Maranhão registrou balanço positivo na abertura de empresas entre janeiro e junho de 2020. Mais de 17 mil empresas foram abertas durante o primeiro semestre. O número representa retração de apenas 1,4% em relação ao mesmo período de 2019. 

O relatório revelou que o setor de serviços foi essencial para amenizar os impactos do surto de Covid-19. Também destacou as contratações no setor da saúde e a continuidades de obras públicas do governo do Estado. Foram mais de 1.830 novos postos de trabalho gerados apenas em atividades de apoio à gestão de saúde.

O Boletim Empresarial é um relatório elaborado pela Junta Comercial do Maranhão (Jucema) – vinculada à Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Energia (Seinc) – e lista os principais indicadores da atividade empresarial no Estado.

O levantamento inclui dados municipais e setoriais de aberturas de empresas, além do panorama de empregos, com base nos índices do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia.