Trabalho em home office aumenta procura por serviço psicológico online

A startup que nasceu há quatro anos, chegou a 300% no faturamento durante a pandemia

Foto: reprodução

O cenário atual desperta nos seres humanos milhares de dúvidas incertezas, o que está diretamente ligadas ao emocional, acima de tudo. Pessoas trancadas durante meses, informações veiculadas que mudam a cada segundo, números de mortes que oscilam frequentemente.

Um mundo cheio de questionamentos jamais imaginados, nos remete a procurar ainda mais ajuda psicológica, como a recomendação é sair de casa apenas de necessário, evitando aglomerações, o serviço psicológico se tornou a melhor opção nestes últimos meses.

Startup de terapia online

Por conta do distanciamento social, a terapia online passou a ser mais normal que qualquer outra atividade, deixando de ser um tabu e passando a ser necessidade. Para auxiliar essas pessoas que estão enfrentando dias difíceis, as vezes acompanhadas, mas outras vezes sozinhas, foi criada a startup de plataforma para atendimento psicológico online, em todo o Brasil.

Uma de suas sócias, Tatiana Pimenta, notou um disparo na busca por atendimento, chegando a 300% no faturamento. Não só o time cresceu, mas a receita também, ressalta Pimenta. A startup que nasceu há quatro anos, começou com o objetivo de atender pessoal, mas depois migrou para o mercado corporativo.

135% de usuários da plataforma

Tatiana explica que estão passando por processo de transformação digital. Onde o ativo das empresas está deixado de ser terreno, estoque, fábrica, para ser a cabeça das pessoas. Por isso que os primeiros clientes foram empresas de tecnologia, onde tem o mais importante: a parte intelectual. Com um avanço de 135% no número de usuários da plataforma, a startup passou de 21 empresas em fevereiro para 60 em maio.

Os funcionários do Matheus Danemberg, que é empresário e tem uma consultoria que ajuda empresas a migrar para o digital estão em home office, mas ainda assim recebem atendimento psicológico online. Segundo ele, é possível notar que pessoas estão conseguindo conversar melhor. Saber o que faz bem ou não para elas melhorou a relação entre funcionários.

Consultas regulamentadas pelo Conselho Federal de Psicologia

A startup que já atua no mercado desde 2016 priorizou que as consultas onlines com psicólogos estivessem regulamentadas pelo Conselho Federal de Psicologia. Os envolvidos não precisam se preocupar com informações e relatos passados durante o atendimento pois não há risco de vazamento de informação. As consultas prestadas pelos profissionais variam entre R$50 a R$ 350. A plataforma cobra de 5% a 15% sobre o valor da consulta.