Governo lança linha de crédito a fim de apoiar o empreendedorismo e a inovação

O programa foi lançado na última segunda-feira (20), em Lisboa

Foto: reprodução

Na segunda-feira (20), micro, pequenas e médias empresas, caso queiram, podem solicitar o novo sistema lançado pelo governo, em Lisboa, o FIS (Fundo Inovação Social) Crédito, que também assegura financeiramente entidades da economia social, promotoras de iniciativas e empreendedorismo social.

Facilitação de acesso ao financiamento

Durante a cerimônia de lançamento foi repassado pelo Ministério do Planeamento que a linha FIS Crédito, garantida e bonificada, tem como objetivo facilitar o acesso ao financiamento bancário e melhorar as condições de financiamento das iniciativas de Inovação e Empreendedorismo Social (IIES).

Esta linha é destinada a sociedades que se qualifiquem como micro, pequenas e médias empresas e entidades da economia social, que sejam promotoras de IIES.

É necessário estar ciente que antes de processo de solicitação do financiamento bancário há a necessidade dpedir a qualificação de IIES junto da Portugal Inovação Social, essa foi a resposta dada pelo ministério tutelado por Nelson de Souza à Lusa.

Sem maiores interrupções, a data limite fixada em 30 de junho de 2023, tendo um prazo de até 10 anos para financiamento após a contratação, com ressalva de 24 meses e prorrogável por período de seis meses.

Quem pretende contratar o financiamento, precisa estar atento às exigências e benefícios atribuídos pelo governo, que são, obtenção de uma garantia mútua de 80%, a bonificação da taxa de juro contratada, tendo como limite máximo o ‘spread’, acrescido do indexante, este com limite máximo de 2%, a bonificação integral da comissão de garantia mútua.

Exigência de plafond

Cita-se ainda que, os apoios são concedidos ao abrigo do Regime Comunitário de Auxílios de Minimis e/ou no âmbito de Regulamento Geral de Isenção por Categorias, em função das características da entidade e do tipo de apoio, encontrando-se o enquadramento da operação condicionado à existência de ‘plafond’ disponível para a entidade promotora.

A normas atribuídas ao financiamento podem sofrer alterações durante sua vigência, podendo haver a possibilidade da gestora comunicar a necessidade de reduzir o valor do crédito e/ou da garantia aprovados. Também pode acontecer da concessão de bonificações ser limitada a um período inferior do tempo limite do financiamento.