Amazon reforça serviço de entrega com robôs autônomos nos EUA

A Amazon irá ampliar os serviços para Atlanta, na Geórgia, e Franklin, no Tenessee

Foto: reprodução

Os serviços de entrega autônoma, com o passar dos anos, estão sendo utilizados com maior frequência. Diante da pandemia do coronavírus, foi percebido a importância que o modelo de entrega, por meio de robôs ,tem para algumas empresas. Visando aprimorar serviços modernos e tecnológicos, a Amazon Scout, desde janeiro do ano passado, já iniciava seus testes com robôs no condado de Snohomish, no norte de Seattle.

Agora, a Amazon irá ampliar os serviços para Atlanta, na Geórgia, e Franklin, no Tenessee. Em agosto de 2019, quem também começou a experimentar o modelo de entrega autônoma foi a cidade de Irvine, na Califórnia. O robô possui 6 rodas e percorre locais previamente selecionados.

Geolocalização

O uso da geolocalização auxilia na chegada aos locais determinados para a entrega das encomendas. À fase inicial, o orientado é iniciar as entregas com produtos mais leves, de pequenos portes, como livros, por exemplo.

Para Sean Scott, chefe do projeto Amazon Scout, a pandemia de Covid-19 não interrompeu os serviços e ajudou a empresa a cumprir os prazos de entrega das encomendas.

Atendimento para a demanda crescente

Scout diz que o Amazon Scout continuou a operar durante a pandemia e ajudou a atender à demanda crescente dos clientes, complementando a rede de transporte. Ele ainda acrescenta que a adição de Atlanta às suas operações dá aos dispositivos Scout a oportunidade de operar em bairros variados com climas diferentes dos que operam atualmente.