Fique atento aos métodos usados para aplicar golpe digital

Segundo uma pesquisa realizada Refinaria de Dados, a lista dark web aumentou 108%

Foto: reprodução

O período de confinamento e maior presença de público na internet fez crescer em disparada as ações de criminosos, os golpes acontecem a partir do instante em que dados pessoais de milhares de pessoas são acessados via links e sites suspeitos. De acordo com uma pesquisa realizada pela Refinaria de Dados, a lista dark web aumentou 108% entre o período de 20 de março e 18 de maio.

Para o executivo da empresa de segurança Next Caller, Sam Espinosa, esse cenário é uma caixa de oportunidades para os criminosos. O desemprego faz com que as pessoas baixem a guarda e se tornem mais vulneráveis a esses criminosos.

37% dos entrevistados acreditam já terem passado por episódios de fraude, enquanto 44% dos entrevistados disseram se sentir mais vulneráveis à fraude durante o período de home office. Golpes como estes acontecem frequentemente quando a navegação remota passa a ser a ferramenta principal de compras e afins. Durante a pandemia, rápidos pedidos de álcool gel se tornam uma grande armadilha se chegarem ao alcance de criminosos digitais.

Mais de 6,7 milhões de envios de links falsos

Quando existe dinheiro envolvido, os golpes são bem mais elaborados, logo após o anúncio da liberação do auxílio emergencial, mais de 6,7 milhões de brasileiros passaram a receber links falsos com informações ligadas ao benefício, revelam dados do DFNDR Lab, laboratório da startup de segurança digital da PSafe.

Um dos cuidados mais importantes para não cair em golpes de sites falsos é verificar a confiabilidade de sua URL. Caso perceba erro na URL ou algo de diferente, a recomendação é não clicar ali. Clique na barra de endereços do seu navegador de internet e fique atento a domínios que terminem em “com.co“, “.ma” ou “.co“, em vez de domínios legítimos, como “.com“, “.org“, ou “.gov“.

Atenção!

Se preocupe em instalar um bloqueador de anúncios, com isso, você não se expõe a sites perigosos. Com uma extensão de bloqueio, você sai da zona de perigo de cair em um golpe extremamente perigoso. Não passe qualquer informação pessoal ou dados de cartões por meio de ligações. Os “robocallers” conseguem facilmente enganar as pessoas do outro lado da linha para obter aquilo que desejam.

Fique atento ao método phishing, onde o criminoso finge ser alguém para solicitar suas informações pessoais. A ADT relatou ao The New York Times, os fraudadores usam disfarces em e-mails e textos fingindo ser a Organização Mundial de Saúde, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, a Receita Federal e outros.

Semelhante aos sites falsos, os endereços de e-mail fraudulentos parecem legítimos, mas geralmente possuem um ou dois caracteres diferentes. Da mesma forma, as mensagens de texto fraudulentas tendem a vir de números genéricos. Evite clicar em links suspeitos, a partir deste acesso, diversas informações são obtidas e, com isso, várias perdes começam a acontecer.

Mantenha seu roteador atualizado e capaz de alertar assim que sites duvidosos forem acessados, verifique sempre a atualização de segurança do equipamento, principalmente se ele já tiver bastante tempo de uso, desta forma você evita cair em fraudes.