Aplicativos de delivery crescem no Brasil

Plataforma Rappi teve um crescimento de 300% nos últimos meses

Diretor de estratégia do Rappi, Fernando Vilela

Em entrevista ao podcast Mídia e Marketing, o diretor de estratégia do Rappi, Fernando Vilela falou sobre os bastidores do crescimento dos aplicativos de delivery no Brasil, por conta da pandemia do novo coronavírus. O Rappi, por exemplo, teve um crescimento de 300% nos últimos meses. 

Segundo Fernando, a plataforma já vinha se preparando desde janeiro para a mudança do comportamento da demanda. Quando o coronavírus chegou de forma mais acentuada, a empresa já tinha uma série de protocolos rodando. Isso possibilitou mostrar novas verticais de venda aos usuários.

Para ele, o máximo de personalização é a “chave do jogo”. O aplicativo Rappi, por exemplo, usa os dados para personalizar a experiência do usuário de forma a oferecer o que ele está buscando. A plataforma está lançando um e-commerce mais forte também, para ter entregas no mesmo dia.

Na semana passada, o Rappi sofreu, juntamente com outras empresas de entrega como Uber e iFood, com uma paralisação de um dia por parte dos entregadores. Fernando diz que teve um crescimento de 160% no número de entregadores nesta pandemia, e é preciso entender quais as dores e necessidades deles para que os serviços possam funcionar direito. De acordo com ele, nenhum elo pode estar mal, senão o sistema não se equilibra.