“Crise pandêmica” atinge as empresas de forma mortal

Segundo o Banco de Compensações Internacionais (BIS) haverá redução de 37,4% no lucro operacional médio de companhias brasileiras

O Banco de Compensações Internacionais (BIS) projetou uma redução de 37,4% no lucro operacional médio de companhias brasileiras em 2020 durante a paralisação da atividade econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. 

O banco projeta também uma escassez de financiamento de 31,8%, o que significa que receitas operacionais e de caixa podem ficar abaixo dos custos operacionais e do pagamento de dívidas de curto prazo em 31,8% nas empresas do Brasil.

Segundo a instituição, a súbita freada na atividade econômica reduziu ganhos de firmas para muito além do que aconteceu em recessões anteriores, sendo o impacto nessa recessão bem pior.

De acordo com reportagem do Valor Econômico, muitas empresas podem não sobreviver mesmo se usarem todos os métodos para compensar as perdas, incluindo ativos líquidos, rolagem de dívidas, novos empréstimos e corte de custos.  O apoio do governo é essencial para fechar a lacuna de financiamento. 

Ainda segundo a reportagem, no relatório, o BIS analisa que o dinheiro em caixa mantido por grandes companhias é pouco em relação à dimensão a paralisação enfrentada.  “Metade das companhias guardou dinheiro equivalente a dois meses da receita de 2019, incluindo o Brasil. A exceção é a China, com quatro meses”.