Mercado cresce 35% e jogos passam a ser finalizados em estúdios caseiros

As vendas de jogos em março chegaram a US$ 1,6 bilhão

Em maio, o jogo mais vendido no Switch foi o "Minecraft Dungeons" (foto: reprodução)

Um dos segmentos que mais percebeu crescimento foi o de games, mas diante da pandemia, profissionais da indústria relatam algumas dificuldades enfrentadas com o distanciamento social. A principal dela, para eles, é a necessidade de produzir os jogos de forma remota, usando a casa como próprio estúdio.

De acordo com a consultoria de mercado NPD, as vendas de jogos em março chegaram a US$ 1,6 bilhão, um número 35% maior do que o arrecadado no ano passado, considerando o mesmo período.

O mais vendido no Switch

Os números já são bons, mesmo sem a inclusão dos lançamentos. Agora, com a chegada de dois exclusivos do PlayStation 4, The Last of Us Part 2“, na última sexta-feira (19), e no próximo dia 17, “Ghost of Tsushima“, a expectativa para mais um recorde é grande. Vale lembrar que em maio, o jogo mais vendido no Switch foi o “Minecraft Dungeons”.

Por conta da pandemia, a produção passou a ser realizada em casa, em home office, com isso, algumas delas podem atrasar, já que os estúdios precisaram se adaptar ao isolamento social.

Ghost of Tsushima

Segundo Nate Fox, diretor criativo de Ghost of Tsushima, foi desafiador, como foi para todos no mundo todo. Fox acrescenta ainda que, mesmo com o trabalho no game sobre um samurai no Japão feudal, o estúdio Sucker Punch mandou seus funcionários para casa na metade de março.

Dia 3 de abril será lançado o jogo de realidade virtual para PlayStation 4 “Camouflaj“, jogo sobre herói da Marvel que passou por problemas com a conexão, segundo um dos desenvolvedores.

O designer Ryan Darcey disse que um dos maiores vilões em relação ao desenvolvimento é o desafio para conseguir uma conexão decente de internet. E não poder testar o jogo, ir à mesa de alguém para testar é muito difícil.

Distância e seus contras

Mas agora, ele confessa que já está ficando acostumado a conseguir conversar assim com as pessoas. Tentar evitar mandar mensagens o máximo possível e se concentrar em manter a comunicação da melhor maneira que der. Mojang e a Microsoft, donos de “Minecraft Dungeons” também pontuaram como empecilho e distância

Helen Chiang. chefe de estúdio da franquia, explica que não é só uma questão de pegar ou não a Covid-19, era sobre a saúde mental e emocional. Porque é realmente difícil trabalhar isolado quando você está acostumado a trabalhar em um ambiente com um time grande.