Twitter põe rótulo de “mídia manipulada” em publicação de Trump

Presidente dos EUA publicou um vídeo editado de dois bebês que se encontram em uma calçada

Foto: Reprodução

O Twitter deu um rótulo de “mídia manipulada” para uma publicação feita pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na rede social. A publicação se tratava de uma versão adulterada de um vídeo popular que se tornou viral em 2019, que mostra duas crianças, uma preta e outra branca, abraçando-se.

Na mídia americana, o vídeo original foi descrito como duas crianças que estariam “mostrando como se parecem melhores amigas na vida real”. Na versão compartilhada na conta do líder americano foi inserida uma trilha de suspense, e mostra em determinado momento a mensagem: “bebê racista, provavelmente eleitor de Trump”.

Além disso, o vídeo tinha o logotipo da CNN, simulando um conteúdo jornalístico divulgado pela emissora americana. Em razão disso, o conteúdo foi classificado como manipulado. Abaixo do vídeo, um símbolo com uma exclamação é mostrado para indicar que o conteúdo é duvidoso.

As imagens ainda acusam as fake news de alimentarem a desinformação nos EUA. O Twitter afirmou em uma explicação sobre suas políticas publicada em seu site, que a rede social pode rotular tweets que contém mídia sintética e manipulada para ajudar as pessoas a entenderem sua autenticidade e para fornecer contexto adicional.

Antes do alerta do Twitter, o vídeo já tinha mais de 14 milhões de visualizações até o início da manhã desta sexta-feira (19). O Trump não está envolvido em polêmicas só com o Twitter. Nesta quinta-feira (18), o Facebook decidiu remover anúncios de campanha do presidente. A razão dada pela rede social é que os anúncios continham símbolos parecidos com artefatos nazistas.