Autor de livro dá receita para startups manterem a velocidade nos negócios

Segundo Chris Yeh, coautor do livro “Blitzcaling” , deve-se manter um passo que garanta uma vantagem em relação aos competidores

Chris Yeh é coautor do livro Blitzcaling, uma das principais referências para empreendedores

Crescer o mais rápido possível, a todo custo, com o objetivo de se tornar líder absoluto no setor em que atua. Segundo reportagem do Valor Econômico, esse é o modelo de crescimento de startups. 

No entanto, isso começou a ser questionado após 2019, com problemas enfrentados por companhias como Uber e WeWork. Além disso, de acordo com especialistas, a pandemia fez com que se diminuísse a caça desenfreada por unicórnios. 

Contudo, de acordo com o coautor do livro “Blitzscaling”, Chris Yeh, em entrevista ao Valor, a ideia de manter a velocidade deve continuar, ainda que esse “rápido” seja mais devagar que antes. Para ele, o empreendedor precisa manter um passo que lhe garanta uma vantagem em relação a seus competidores. 

Ainda segundo o autor, o mercado será mais racional em relação à gastos, mas a tendência – visto que os movimentos são cíclicos – é que se volte aos picos atingidos. 

Ele diz ainda que a pandemia, no curto prazo, será favorável a empresas maiores; todavia, no longo prazo, o efeito na competição não tende a ser grave, uma vez que haverá espaço para o surgimento de novas empresas, provocando um reequilíbrio.  

Yeh afirmou ainda que a América Latina tem potencial de criar muitas empresas regionais, que serão capazes de concorrer com grandes nomes. Para ele, as crises recorrentes enfrentadas pela região podem servir como vantagem. O autor afirmou que as pessoas estão percebendo que choques – os chamados cisnes negros –  são mais possíveis do que elas imaginavam. E empreendedores que tenham passado por situações dessas no passado são mais resilientes.