Banco Mundial prevê tombo de 8% na economia brasileira em 2020

Já o Boletim Focus prevê que o PIB deve ter uma contração de 6,48% neste ano

Foto: Reprodução

O Banco Mundial anunciou, por meio de um relatório, que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil pode ter um tombo de 8% neste ano. As informações foram divulgadas nesta última segunda-feira (8).

Isso deve acontecer, segundo eles, por conta de fatores como: queda do investimento e preços das commodities e, principalmente, fechamento de comércios e fábricas devido as medidas de proteção contra o coronavírus (covid-19).

Em seu relatório de “Perspectivas Econômicas Globais”, foi informado que a economia global deve recuar 5,2% em 2020. Entretanto, terá uma recuperação no ano que vem, de 4,2%. Já para o Brasil, o banco prevê um crescimento mais lento, de 2,2% em 2021.

O Banco Mundial comunicou que uma esperada recuperação para um crescimento de 2,2% em 2021 é baseada na suposição de uma redução constante dos fatores que pesaram sobre a atividade em 2020, assim como uma retomada da agenda de reforma tributária e de ambiente de negócios que foi colocada em espera de forma a dar prioridade à resposta ao covid-19.

Boletim Focus prevê tombo de 6,48% no PIB de 2020

De acordo com o Boletim Focus, divulgado também nesta última segunda-feira (8), o PIB deve ter uma contração de 6,48% neste ano. Os especialistas também fizeram um novo corte nas expectativas para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

De acordo com a nova previsão, a inflação deverá fechar o ano em 1,53%. Esta é a 17ª semana seguida que o Boletim Focus realiza um corte em sua previsão para o PIB do Brasil. Na última semana, o relatório divulgado pelo BC previa um tombo de 6,25% na economia.

O novo corte divulgado nesta segunda reflete o cenário imprevisível na economia, que veio junto com a pandemia de coronavírus. Para 2021, a expectativa é de um crescimento de 3,50% no PIB, o mesmo número da última semana.