Petrobras bate recorde de exportação de óleo combustível

A companhia ressalta que o recorde ocorre em um momento desafiador para a economia global, por conta da pandemia de covid-19

Foto: Reprodução

A Petrobras informou nesta última sexta-feira (5) que exportou 1,1 milhão de toneladas de óleo combustível em maio, ultrapassando o recorde anterior registrado em fevereiro em 10%.

A quantidade exportada foi 231% superior ao volume vendido ao exterior relativo ao mesmo período do ano anterior, conforme informou a Petrobras. De acordo com a companhia petrolífera, os números refletem as medidas adotadas durante a crise causa pela pandemia do novo coronavírus para retomar as atividades na área de exploração e produção e readequar as cargas de refino.

Os esforços foram concentrados em produtos que maximizaram a margem da empresa, enquanto não exercia pressão sobre os estoques, comunicou a estatal. A Petrobras também informou que no início deste ano entrou em vigor a nova especificação mundial dos combustíveis marítimos (IMO).

Esta produziu um efeito de redução de 3,5% para 0,5% o limite de teor de enxofre no óleo combustível, o que resultou em uma oportunidade única, visto que a companhia produz petróleo e óleo combustível com baixo teor de enxofre.

A empresa destacou por meio de comunicado que o recorde das exportações ocorre em um período desafiador da economia mundial, com redução da demanda global por petróleo e derivados, ocasionada pela pandemia da covid-19. A estratégia de diversificação dos destinos das exportações de óleo combustível tem se mostrado eficaz na captura de maior participação no mercado externo.