Segmento industrial resiste à demissão de funcionários

Segundo pesquisa da CNI, 66% das empresas não demitiram funcionários mesmo durante crise

Um estudo da Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que, mesmo em virtude da pandemia de coronavírus, o setor industrial está se esforçando para manter os empregos. Segundo a pesquisa, 74% das empresas foram impactadas pelo atual cenário e 82% registraram queda no faturamento nos últimos 45 dias, mas mesmo assim, 66% delas não demitiram funcionários. 

Para garantirem os empregos, no entanto, muitos empresários foram obrigados a reduzir a jornada de trabalho com diminuição proporcional dos salários ou suspensão de contratos. 

Entre aquelas que reduziram o quadro de funcionários,  78% acreditam que essa medida será temporária, ainda que 86% afirmem que haverá redução de receita no setor industrial como um todo em 2020.

Ainda segunda a pesquisa, para 77% dos entrevistados a situação da covid-19 é muito grave (35%) ou grave (42%) no Brasil. O levantamento também mostra que três em cada quatro executivos diminuíram ou paralisaram a produção. Além disso, 22% das empresas só têm condições financeiras de manter as atividades em funcionamento por mais 1 mês, enquanto outros 45% dizem que esse prazo é de no máximo 3 meses. 

A pesquisa revelou também que 96% dos empresários acham importante adotar nas empresas medidas de segurança contra o coronavírus, como uso de máscara e distanciamento mínimo entre as pessoas.