Renault pretende cortar 15 mil empregos no mundo

Montadora busca uma economia de mais de US$ 2,2 bilhões nos próximos 3 anos

Foto: Reprodução

Renault comunicou aos sindicatos com representação na companhia que pretende cortar cerca de 15 mil empregos no mundo todo. A medida é referente a um plano de economia de 2 bilhões de euros — cerca de R$ 12 bilhões — no período de três anos. A informação foi divulgada pela Agence France-Presse.

A medida da Renault afetará cerca de 4.600 empregos só na França. Além disso, a capacidade de produção global da companhia cairá para 3,3 milhões de veículos, ante a de 4 milhões atualmente.

De acordo com a agência francesa, o plano será dividido em 3, sendo assim um terço na produção, um terço na engenharia e um terço nas despesas estruturais, de marketing e distribuição.

Contudo, para atingir o objetivo de seu plano, a empresa fabricante de veículos prevê para seus funcionários medidas como aposentadorias antecipadas, medidas de mobilidade interna e reconversão para outras áreas ou atividades profissionais.