“Minecraft” clássico ganha nova versão para atrair público de mais idade

A versão está disponível para PlayStation 4, Xbox One, Switch e computadores

Clássico Minecraft ganha nova versão 'Dungeons' (foto: reprodução)

No início desta semana, foi anunciada a nova versão do famoso Minecraft, o lançamento “Minecraft Dungeons” eleva o nível clássico em que são usados blocos e construção para o gênero de RPG de masmorras, como o do clássico “Diablo“, e está disponível para PlayStation 4, Xbox One, Switch e computadores.

Agora, a intenção é que com o lançamento, o jogo alcance um público mais velho, como explica Jaime Limón, gerente de marketing de “Minecraft” na Microsoft. No Brasil, por exemplo, a versão clássica tem muitos jogadores mais novos, com “Dungeons”, o objetivo é atrair um público mais velho.

Com a repaginada atribuída ao modelo clássico, o jogo pode receber a classificação de jogo para família, pois, além de somente o filho jogar, o pai também pode e terá mais interesse com as magias e confrontos oferecido pelo lançamento.

O jogo clássico tem como maior característica a possibilidade de construir ou minerar, com a nova versão, o jogador não encontrará esses recursos. Mas, mesmo com as alterações, a equipe manteve a simplicidade da evolução dos personagens para manter o público. Limón explica que queriam respeitar o gênero, o tipo de jogo que estão fazendo, mas ao mesmo tempo a maior prioridade era que fosse divertido. E isso quer dizer que tinha de ser fácil de jogar, mas ainda com profundidade.

Apenas conhecidos podem jogar entre si, como o alvo passa a ser pessoas mais velhas, o risco de toxidade aumenta, levando com que o público infantil se depare com riscos, por isso, a equipe do jogo reforçou um sistema multiplayer limitando a exposição dos mais jovens a conteúdos agressivos.

Segundo Limón, também não vai ter comunicação por voz, com outras alternativas dentro do jogo para isso. A equipe está tomando muito cuidado para que pais continuem se sentindo seguros. ‘dungeons vai ajudar a expandir para pessoas que talvez não gostem de ‘Minecraft’. Eles sabem de muitas que não cresceram jogando o clássico, jogadores mais velhos, que gostam de RPG em masmorras, então ele acredita que esse game vai apresentar um universo a eles, ao mesmo tempo em que expande a mitologia.