Hospitais são vítimas de ataque de hackers na pandemia

Criminosos digitais veem na pandemia uma oportunidade de dinheiro fácil

Ransomware é um tipo de software cuja função é restringir o acesso a um sistema com uma espécie de bloqueio, cobrando um resgate em criptomoedas para que o acesso possa ser restabelecido.  

De acordo com pesquisa da Bloomberg News, houve recentemente, um aumento na quantidade de ataques a organizações da saúde. Com a pandemia do novo coronavírus, muitos criminosos, que antes tinham como alvo empresas e organizações, estão se voltando para hospitais, clínicas e laboratórios de modo a alcançar máxima rentabilidade. 

Os criminosos identificam na área da saúde uma oportunidade de conseguir dinheiro fácil durante esse período, já que se o pagamento do ransomware não for realizado, o hospital perderá dados essenciais para o tratamento de pessoas doentes. 

De acordo com o Relatório de Ameaças Cibernéticas da SonicWall 2020, em 2019, muitas empresas médicas não tinham segurança suficiente para ameaças desse tipo e dos 40 principais vazamentos nos EUA, 18% foram sofridas por organizações do setor da saúde. Foram comprometidos dados de 42 milhões de pacientes.