Busca por cursos online aumenta no Brasil e no mundo

Isolamento social provocou um aumento de 425% em matrículas na Udemy

O isolamento social, provocado pela pandemia de coronavírus, fez crescer no mundo todo a busca por cursos online, virando febre na maior parte dos países. Segundo o Valor Econômico, a Udemy, plataforma de cursos virtuais, registrou um aumento de 425% nas matrículas. No Brasil, apenas nesse período, o crescimento foi de 95%. 

Ainda segundo a reportagem do Valor, a maior procura dos Brasileiros foi por cursos que ensinam a fazer marketing digital no Instagram (103%), edição de vídeos (102%) e desenho (84%). Nos Estados Unidos, a preferência foi por cursos de Adobe Illustrator (326%) e fotografia (127%). 

Já no México, leitura dinâmica (415%) e análise financeira (235%) foram os grandes preferidos. Há também quem prefira habilidades de comunicação, como os indianos, por exemplo, que aumentaram 606% as matrículas em cursos desse tipo. Os espanhóis estão buscando aulas de piano, e os italianos, guitarra. 

Segundo o diretor de negócios para a América Latina da Udemy, Sérgio Agudo, a preferência de todos os países foi por cursos chamados soft skills ou seja, competências comportamentais. Isso inclui liderança até mindfulness. 

Criada em 2010, em São Francisco, a plataforma Udemy é uma EduTech que atualmente, tem mais de 50 milhões de alunos e reúne mais de 57 mil especialistas, de 190 países, que ministram mais de 150 mil cursos on-line em diferentes idiomas.