Aplicativo ajuda câmeras do Rio a detectar aglomerações

O sistema vai funcionar através de luzes, que aparecerão no painel do Centro de Operações

A partir desta quarta-feira (13), as câmeras da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Rio), que servem para monitorar o tráfego da cidade, vão contar com um software para detectar aglomerações.

São 489 câmeras que, conectadas ao Centro de Operações (COR), vão identificar grupos formados por pessoas com uma distância mínima de até 0,5 metros entre cada indivíduo. 

O sistema vai funcionar através de luzes, que aparecerão no painel do COR. Segundo o presidente da CET-Rio, Airton Aguiar, serão três luzes de identificação. A verde indica que as pessoas estão a uma distância de mais de 1,5 m. Amarela indica que a distância entre elas é de apenas 1,5m. Entre 0,5m e 1,5m haverá uma luz vermelha de alerta. 

Caso a luz vermelha apareça, o COR poderá acionar o Disk-Aglomeração, da Secretaria da Ordem Pública (Seop). Ainda de acordo com o presidente da CET, esse recurso permitirá que a SEOP faça operações quase em tempo real. 

A prefeitura do Rio de Janeiro já tem dois recursos para localizar aglomerações. O primeiro é em parceria com a Tim e consegue achar um conjunto de pessoas com base nos aparelhos ligados. Já um outro software, também nas câmeras da CET-Rio, estima qual o número de pessoas circulando em determinadas vias.