Maioria dos brasileiros vai manter consumo reduzido após pandemia

Pesquisa mostra que três entre quatro brasileiros pretende reduzir o consumo

A crise provocada pelo novo coronavírus já tem mudado os hábitos de consumo dos brasileiros e até mesmo após a pandemia, essa mudança continua. 

Divulgada nesta quinta-feira, uma pesquisa feita pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) revelou que três em cada quatro brasileiros vão manter o nível de consumo reduzido após a pandemia do coronavírus. Foram ouvidas, no total, 2.005 pessoas em todos os estados do Brasil. 

A pesquisa revelou ainda que principal motivo para isso é o medo de perder o emprego. Quase a metade dos trabalhadores (48%) tem um medo grande de perder o emprego. Somado ao percentual daqueles que têm medo médio (19%) ou pequeno (10%), o índice chega a 77%. 

A crise também já está afetando os trabalhadores. Do total, 23% já perderam totalmente a renda e 17% tiveram redução no ganho mensal. 

Além disso, há o endividamento, que atinge mais da metade da população (53%). Desses, 38% já estava endividados antes da pandemia e os outros 15% contraíram dívidas nos últimos 40 dias, período em que começou o isolamento social. 

Dentre quem tem dívida, 40% afirmam que já estão com algum pagamento em atraso, sendo que a maioria destes (57%) passou a atrasar suas parcelas durante o início da quarentena. 

Apesar do cenário, os dados mostram que a população continua favorável ao isolamento social (86%) e quase todo mundo (93%) mudou sua rotina durante o período de isolamento.