Privacidade zero na era da localização por GPS

Apps funcionam com mais de 30 satélites que conseguem te achar em todo lugar

Você já se perguntou como o GPS consegue te encontrar em todo lugar? 

Esses apps funcionam com um sistema de satélites que localiza sua posição na superfície terrestre. Criado pelos EUA, o GPS – sigla para  Global Positioning System, que em português, significa “Sistema de Posicionamento Global” – para te localizar, tem mais de 30 satélites, que ficam orbitando a Terra com velocidade de 12 mil km/h em uma altitude de 20 mil km. 

Esses satélites emitem ondas de rádio e contam com relógios de alta precisão, que trocam informações entre os receptores GPS do celular e os satélites.

Para definir a localização do receptor, o smartphone recebe os sinais de três satélites e calcula a posição em que a pessoa se encontra – usando a latitude e a longitude. Há ainda um quarto satélite envolvido no processo, que ajuda a calcular a altitude do receptor. 

É a vez então, dos algoritmos dos apps de mapas misturarem as informações recebidas dos satélites com os dados para localizar o dispositivo ou mostrar a melhor rota para chegar a um local. 

Segundo a UOL, além do GPS, existem outros serviços de localização. A Rússia tem o Glonass e a China tem o BeiDou (ou BDS). A maioria dos receptores aceita sinal do GPS e do Glonass, além de alguns já utilizarem sinais de satélites do BeiDou.