Anticorpos de lhama ajudam a neutralizar coronavírus

Estudo mostra que anticorpos criados por lhamas podem ser usados no combate contra o novo coronavírus

Um aliado inusitado na luta contra o coronavírus acaba de chegar. Segundo pesquisas realizadas por cientistas da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, em parceria com a National Institutes of Health and Ghent University, na Bélgica, há um possível tratamento para a covid-19 através dos anticorpos criados por uma lhama. 

O estudo ainda precisa passar por formatações finais antes de ser publicado de forma oficial, mas já se sabe que esses anticorpos são os primeiros conhecidos que podem neutralizar o novo coronavírus. 

Segundo a UOL, os pesquisadores vincularam duas cópias de um tipo específico de anticorpo produzido em lhamas para criar um novo anticorpo; ele se liga a uma proteína-chave do coronavírus, que permite que o vírus entre nas células e inicie uma infecção. O novo anticorpo, no entanto, bloqueia essa ação. 

A UOL aponta que o tratamento com anticorpos tem um efeito mais rápido que a vacina e poderia ser usado para tratar alguém que já está doente, ajudando a reduzir a severidade da doença.