Bill Gates mostra plano racional para crise em curto, médio e longo prazo

O fundador da Microsoft aponta caminhos para sairmos da crise

O fundador da Microsoft, Bill Gates, que falou em 2015 sobre o medo de uma pandemia igual a gripe espanhola, deu entrevista para o site Vox e falou sobre ter um plano para enfrentar o novo coronavírus. 

Curto, médio e longo prazo

A curto prazo, o plano se resume a correr atrás para aumentar a escala de testes. A médio prazo, à pesquisa de um medicamento. E a longo prazo, ao desenvolvimento de uma vacina. 

O bilionário acredita ainda que são altas as chances de haver bilhões de pessoas imunizadas em dois anos, já que o alvo não é tão difícil quando o HIV. De acordo com o empresário, a vacina se assemelha mais a da Sars, doença causada por um outro tipo de coronavírus que, entre 2002 e 2003, causou mais de 700 mortes no mundo. 

Bill Gates mantém entidade filantrópica junto com a esposa chamada Bill & Melinda Gates Foundation, que já investiu US$ 250 milhões no combate à doença, incluindo a doação de US$ 150 milhões para a Organização Mundial de Saúde (OMS) e o financiamento da pesquisa de sete potenciais vacinas.

Na entrevista para o Vox, Bill Gates criticou ainda os atuais testes sorológicos, cuja taxa de falso positivo é muito alta. Também falou sobre a vida pós-pandemia e como ela irá afetar o mundo, unindo mais as pessoas, com uma maior cooperação global.