WhatsApp reduz em 70% número de mensagens encaminhadas

Mudança foi anunciada no início de abril para evitar compartilhamento de informações falsas

Foto: Reprodução

Como parte dos esforços do WhatsApp para combater a desinformação, desde o dia 7 de abril, o reenvio de mensagens frequentemente encaminhadas foi limitado a um único contato por vez. Com isso, a plataforma observou uma redução expressiva na quantidade de mensagens encaminhadas no app em todo o mundo. 

Desde então, houve uma redução de 70% no número de mensagens encaminhadas na plataforma. Um porta-voz do WhatsApp afirmou que a mudança está ajudando a manter o aplicativo como um espaço para conversas pessoais e privadas.

Em 2018, o sistema de mensagem estabeleceu mudanças no encaminhamento das conversas, limitando o reenvio a cinco por vez. Essa modificação gerou, então, uma redução de 25% no encaminhamento de mensagens em todo o mundo.

No contexto da atual pandemia de coronavírus, desde que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a emergência global de saúde pública, o WhatsApp tem trabalhado para conectar as pessoas a informações precisas e oportunas sobre o vírus e, assim, ajudar a combatê-lo.

Foram lançados chatbots em parceria com a OMS e com autoridades de saúde em mais de 25 países, incluindo o Ministério da Saúde do Brasil e a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, para ajudar a levar informações confiáveis à população.

Além disso, o WhatsApp doou US$ 1 milhão à Rede Internacional de Checagem de Fatos (IFCN) para expandir o número de organizações de checagem de fatos que trabalham com a plataforma e permitir, assim, que as pessoas possam enviar possíveis notícias falsas, golpes e boatos para uma dessas instituições.