Idosos, deficientes e população de rua receberão suporte na pandemia

O projeto Brasil Acolhedor é uma parceria com a plataforma digital Transforma Brasil

O projeto visa auxiliar população de rua, idosos e pessoas com deficiência (foto: reprdução)

Não somente trabalhadores informais irão ser contemplados com auxílio financeiro, a dificuldade de se manter durante a pandemia não atinge apenas um grupo, pensando nisso, o governo federal lançou, no começo da semana, o projeto Brasil Acolhedor em parceria com a plataforma digital Transforma Brasil. A iniciativa visa beneficiar idosos, pessoas com deficiência e pessoas de rua.

Liderado por Michelle Bolsonaro, esposa do atual presidente da República, Jair Bolsonaro, o movimento se dá por meio do programa Pátria Voluntária, que propõem o fortalecimento de iniciativas de voluntariado de instituições sem fins lucrativos.

O objetivo é amparar todos aqueles brasileiros que estiverem necessitados, no momento. Após a campanha “O Brasil não pode parar”, que não teve total apoio de diversas pessoas e não “pegou” bem, o movimento voltado aos mais necessitados surgiu em prol de garantir que a nação irá acolher a todos os brasileiros.

Onyx Lorenzoni, ministro da Cidadania, falou sobre a iniciativa e declarou que o presidente tem trabalhado muito para reduzir o impacto do coronavírus no Brasil, em todas as frentes, buscar o equilíbrio entre a saúde, prevenção, à proteção à vida, mas também com um olhar muito especial para que o drama do desemprego, da fome e da miséria não assole o Brasil.