Coronavírus: FMI prevê recessão de 3% na economia global

Será a maior recessão global desde a Grande Depressão de 1929

Por trás da onda do coronavírus, vem a onda da recessão. Segundo analistas do Fundo Monetário Internacional (FMI), a pandemia e o isolamento social causados pelo coronavírus levarão o mundo neste ano, à maior recessão desde a Grande Depressão. Ainda de acordo com a organização, será a primeira vez desde 1929 que economias avançadas, emergentes e em desenvolvimento estarão em recessão sincronizada. 

A economia global deverá contrair-se 3% em 2020 – um número muito pior que a crise financeira de 2008/2009. Em janeiro, antes da crise se agravar, o FMI esperava uma expansão de 3,3% para a economia global. 

Em relatório, o Fundo chama a crise de Grande Confinamento e afirma que ela é sem precedentes pela combinação de três características principais: a duração do choque, o alto nível de incerteza e os desafios dos governos.

 “Nas circunstâncias atuais, há um papel muito diferente para a política econômica. Em crises normais, os formuladores de políticas tentam incentivar a atividade econômica estimulando a demanda agregada o mais rápido possível. Desta vez, a crise é em grande parte consequência das medidas de contenção”, afirma o FMI. 

O Fundo afirma ainda que “embora sejam essenciais para conter o vírus, os bloqueios e restrições à mobilidade estão causando um impacto considerável na atividade econômica”. Além disso, explica que os efeitos adversos na confiança de empresários e consumidores pesarão mais nas perspectivas econômicas.

A crise terá de ser tratada em duas fases: uma de contenção e estabilização e outra de recuperação. Em ambas as fases, a saúde pública e as políticas econômicas têm um papel crucial. 

Apesar de uma recuperação parcial ser projetada para 2021, muitos países enfrentam uma crise em várias frentes (choque no setor de saúde, interrupções econômica, demanda externa em queda, queda no fluxo de capital e colapso nos preços dos commodities), o que configura o risco para um cenário pior.