China aprova testes humanos de duas vacinas

Na corrida contra o coronavírus, o país está testando três vacinas diferentes

Por Letícia Höfke 

Nesta terça-feira (14), a China aprovou testes humanos de duas vacinas experimentais contra covid-19, que já matou mais de 100 mil pessoas no mundo. A Academia de Ciências Médicas Militares da China será responsável pelo procedimento no país. 

De acordo com o funcionário do Ministério da Ciência e Tecnologia chinês, Wu Yuanbin, ambas as vacinas usam patógenos inativos. Uma delas foi desenvolvida em Pequim pelo laboratório farmacêutico Sinovac Biotech e foi aprovada ontem.

A outra é desenvolvida pelo Instituto de Produtos Biológicos e o Instituto de Virologia, ambos de Wuhan, e foi aprovada no domingo. 

Em março, a China já tinha autorização para realizar outro teste clínico com a vacina desenvolvida pela Academia de Ciências Médicas Militares da China e pela empresa de biotecnologia CanSino Bio. Dessa forma, o país está testando três vacinas diferentes.

A previsão é que já se tenha vacina contra o coronavírus em 2021.