Startup cria quartos hospitalares móveis para ajudar contra o coronavírus

Projeto da Jupe foi pensado para desastres naturais, mas foi remodelado para uso na pandemia

Foto: Divulgação

Com os hospitais nos Estados Unidos cada vez mais lotados devido à pandemia do covid-19 a startup Jupe Health está criando uma série de unidades móveis para lidar com a falta de leitos. Segundo a equipe, o projeto foi concebido como unidades de repouso e recuperação que podem ser rapidamente implantadas, mas também podem servir como UTIs móveis.

O projeto foi pensado para ajudar em desastres naturais. Jeff Wilson, fundador da Jupe, explicou que a ideia era que, se sua casa fosse destruída em um incêndio, eles poderiam aparecer com 24 desses abrigos e rapidamente instalá-los. Assim que as casas fossem reconstruídas, poderiam reconfigurá-las para áreas afetadas por furacões ou para fora do país.

Existem três modelos de abrigo planejados pela Jupe. O Jupe Rest é uma área de descanso e uma unidade de repouso para profissionais da saúde. O Jupe Care trata-se de uma unidade de bem-estar implantável fora da rede para isolar pacientes que não estejam em estado crítico. Por fim, o Jupe Plus é a primeira UTI autônoma do mundo para pacientes em terapia intensiva. 

O projeto pretende oferecer uma resposta imediata para soluções emergenciais, equipadas com tecnologia e comodidades para apoiar os esforços de contenção em hospitais e clínicas. Segundo o executivo, essas tendas grandes com separações geralmente são conhecidas como ‘armadilhas de vírus’, porque o vírus fica preso nelas. Os primeiros protótipos devem estar prontos no fim de abril.