Mercado ilegal de smartphones cresce no Brasil

No ano passado, o mercado ilegal de aparelhos celulares teve alta de 334% em relação a 2018

Mercado ilegal de smartphones cresce no Brasil (foto: reprodução)

O crescimento desenfreado do mercado ilegal de smartphones no Brasil ainda é bastante real. Entre 2018 e 2019, a diferença nas vendas é alta, ano passado tivemos um aumento de 344% comparado a 2018, o que equivale a 3,8 milhões de smartphones vendidos no mercado chamando “cinza”.

Os números apontam para uma grande alta na venda de celulares ilegais mas, em contrapartida, houve recuo na venda de aparelhos celulares. Quanto ao crescimento, a alta foi de apenas 3,3% em relação a 2018.

De acordo com a pesquisa realizada pela empresa de consultoria IDC (International Data Corporation), foram vendidos 48,6 milhões de aparelhos celulares em 2019, dados revelados pelo estudo Brazil Mobile Phone Tracker Q4/2019.

Alguns fatores são indicados para justificar possível aumento nas vendas de smartphones ilegais, o maior deles é o preço, celulares mais sofisticados, por exemplo, custam mais caros, o que faz com que algumas pessoas busquem pela opção mais “em conta” dentro do mercado ilegal.

Sobre isso, o o analista de mercado em Mobile Phones & Devices IDC Brasil, Renato Meireles esclarece que pelo fato de os feature phones estarem mais acessíveis ao público, enquanto os mais sofisticados chegam ao mercado com preço elevados, fazendo com que as pessoas procurem alternativas mais baratas de maneira ilegal.

Mesmo diante de um cenário com crescimento significativo do mercado ilegal em vendas de celulares, o analista acredita que, para 2020, o cenário seja outro. Segundo ele, o reforço das ações de fiscalização realizadas durante o período devem fazer com que as vendas do mercado ilegal caiam em 39% no próximo ano.