Uber volta a testar uso de veículos autônomos

A Uber forneceu material de estudo para o Uber Advanced Technologies Group aprimorar seu sistema

Veículos autônomos da Uber voltam à fase de teste, em San Francisco (foto: reprodução)

Nesta semana, a Uber retornou com a fase de testes de seus carros autônomos, na Califórnia, em São Francisco. O processo havia sido interrompido após um acidente envolvendo um pedestre e um dos veículos da empresa. Desta vez, a ordem é redobrar a segurança, portanto, os carros autônomos voltam com agentes de segurança e novas normas para exercer a atividade.

Sistema de hardware e software

Essa nova etapa de teste não vai ter a presença de passageiros. Os veículos contarão com o suporte do aplicativo para seu manuseio. Para que não haja a necessidade de motoristas, a Uber usa o Volvo XC90, o SUV autônomo é composto de um serviço de hardware e software adaptado para se tornar um veículo independente de intervenção humana.

O veículo autônomo com controle apenas da SUV irá transitar, além de San Francisco, nas ruas de Pitsburgo. Vale ressaltar que esses dois locais serão os únicos a permitirem dois funcionários acompanhando os passageiros durante o dia e em ruas selecionadas. Dallas, Washington, DC e Toronto também contarão com o serviço da Uber.

Área de teste limitada

Segundo a porta-voz da Uber, a área de teste será limitada para começar, mas haverá bastante esforço nos próximos meses para aprender com maiores dificuldades que trafegar na Bay Area podem trazer.

A fim de evitar outros acidentes fatais, como o que aconteceu em 2018, a empresa forneceu material de estudo para o Uber Advanced Technologies Group aprimorar seu sistema.