Bill Gates se afasta do conselho administrativo da Microsoft

Gates ainda está entre os maiores acionistas da companhia, com 1,36% de seus papéis

A Microsoft anunciou através de um comunicado oficial nesta sexta-feira (13) que o cofundador da empresa, Bill Gates, está se afastando de sua posição no conselho de administração da companhia, e também o conselho da Berkshire Hathaway. Com a saída, Gates passará a ser consultor de executivos da Microsoft, mas com papel menos ativo. 

O bilionário afirmou em sua conta no Linkedin que decidiu se afastar dos dois conselhos públicos para dedicar mais tempo às aprioridades filantrópicas, incluindo saúde e desenvolvimento globais, educação e o seu crescente envolvimento no combate às mudanças climáticas. Com isso, o objetivo é focar na Fundação Bill & Melinda Gates, que criou em 2000. 

A decisão acontece um mês após ele prometer aumentar seu engajamento no combate às mudanças climáticas por meio de sua fundação. A entidade também luta ativamente contra a epidemia de coronavírus e prometeu US$ 100 milhões a esse esforço. Com relação à Microsoft, ele afirmou que, apesar da decisão de deixar o conselho, não vai se afastar da empresa.

Gates é um dos principais acionistas da companhia, detendo 1,36% das ações. A Microsoft abriu seu capital em 1986 e agora é uma das empresas mais valorizadas do mundo, com um valor de mercado de US$ 1,21 trilhão, segundo a CNBC. Com a saída, o conselho da Microsoft passa a ter 12 membros, incluindo John W. Thompson, que ocupa a presidência do conselho.