Inteligência Artificial permite robô prevenir afogamentos

O robô salva-vidas consegue perceber qualquer alerta a 10 metros de distância

O Manta 3000 usa IA para prevenir afogamentos (foto: reprodução)

Piscinas são uma boa opção para relaxar e, principalmente, para dias ensolarados, mas em algum momento pode rolar uma distração levando a problemas maiores ainda.

Pensando nisso, e observando a quantidade de acidentes causados por afogamentos em piscinas, a startup israelense de Inteligência Artificial Coral Detection Systems projetou um robô que é configurado para evitar esses acidentes.

Manta 3000

O robô salva-vidas que recebeu o nome de Manta 3000, usa um sistema de câmeras e IA e consegue perceber qualquer alerta a 10 metros de distância. Além de sua câmera convencional, ele também recebeu um modelo subaquático conectado a um sistema computacional.

O objetivo principal do Manta 3000 é evitar afogamentos, mas ele também registra cada vez que uma pessoa entra e sai da água, em seguida, é criada uma base de dados com tudo que é necessário saber para tornar mais eficaz o método de proteção.

Tempo limite de 15 segundos submerso

O tempo máximo para a pessoa ficar submersa é de 15 segundos, ultrapassado esse tempo, imediatamento o robô salva-vidas é acionado. O comando é disparado para que alguém próximo do local possa intervir e prevenir o afogamento.

O Manta 3000, além de eficiente, é sustentável, já que precisa apenas de luz solar para funcionar. Em outros casos, como inverno ou outra possibilidade, pode ser usada uma bateria extra e recarregável.

O robô ainda está em fase de teste. Ao chegar no mercado, terá valor inferior a US$ 2.500, que convertido para real fica em torno de R$ 11.625.