Dólar se aproxima de R$ 4,80 devido a coronavírus e petróleo

Os mercados temem agora uma crise da economia real

Foto: Reprodução

O dólar opera em alta no início desta segunda-feira (9). Às 9h13, tinha alta de 3,30%, a R$ 4,7886, apesar das tentativas do Banco Central de frear a disparada recente da moeda norte-americana. A alta se deve a forte tensão nos mercados causada pelos preços do petróleo e com avanço do surto do coronavírus.

O petróleo sofreu nesta segunda-feira uma queda de quase de 30% na Ásia, a mais importante desde a Guerra do Golfo de 1991, consequência da decisão da Arábia Saudita de reduzir drasticamente os preços após o fracasso na semana passada de suas negociações com a Rússia.

Os mercados temem agora uma crise da economia real, à medida que a epidemia de coronavírus afeta as cadeias de produção de todo o planeta, obriga o cancelamento de voos e de eventos profissionais e provoca a queda do turismo. A queda nas Bolsas também pode provocar dificuldades de financiamento para a economia real.

Ainda nesta segunda-feira, o BC anunciou o leilão de venda de dólar à vista de até US$ 3 bilhões, cancelando o anúncio de venda de até US$ 1 bilhão feito na sexta-feira (6). Além disso, o diretor de política monetária da autarquia, Bruno Serra, indicou que as intervenções cambiais do BC podem durar o tempo que for necessário.