Coca-Cola prevê que o coronavírus reduza os lucros no primeiro trimestre

Mesmo assim, ainda mantém a previsão de lucro ajustado por ação de US$ 2,25 para o ano

A Coca-Cola disse que o surto do novo coronavírus poderia reduzir seus lucros no primeiro trimestre em US$ 0,01 a US$ 0,02 por ação. Apesar da queda nos resultados financeiros, a empresa ainda espera atingir suas metas anuais e estima que a receita orgânica de 2020 crescerá 5%.

Já os ganhos por ação ajustados aumentarão 7% para US$ 2,25. Em 2019, a empresa registrou vendas líquidas de US$ 37,3 bilhões e ganhos por ação de US$ 2,07. O volume unitário vendido deve sofrer um impacto aproximado de 2 a 3 pontos e o efeito na receita orgânica deve ficar entre 1 a 2 pontos entre janeiro e março. 

A empresa espera fornecer mais informações sobre o impacto do surto no seu negócio em abril. O presidente James Quincey e o diretor financeiro John Murphy participaram de um evento para analistas em Nova York, e foi contado que a gigante no mercado de bebidas vê grandes oportunidades e continuará investindo para crescer no longo prazo.