Primeira cirurgia com realidade aumentada do mundo é realizada na Itália

Médico realizou o procedimento facial enquanto usava uma espécie de óculos 3D

Foto: Reprodução

A primeira operação cirúrgica do mundo conduzida por realidade aumentada foi realizada no hospital S.Orsola de Bolonha, na Itália. A Universidade de Pisa informou que o médico responsável realizou um procedimento facial enquanto usava uma espécie de óculos 3D, o Vostars.

O óculos 3D usado é resultado de um projeto realizado na Europa por cientistas e técnicos de quatro países diferentes durante três anos. O Vostars é capaz de exibir objetos virtuais simultaneamente com os elementos reais, que apresentam mais informações sobre o paciente e direciona a cirurgia, sem a necessidade de um monitor externo.

Vincenzo Ferrari, engenheiro biomédico do Departamento de Engenharia da Informação da Universidade de Pisa, afirmou que até agora, a realidade aumentada ainda não era completamente explorada na sala de cirurgias, e que os médicos usam imagens virtuais obtidas por scanners radiológicos, como a tomografia computadorizada.

Ele explica que são as imagens são visualizadas antes da cirurgia para ajudá-lo a se preparar para o procedimento. E, através de uma câmera de vídeo, o óculos combina as imagens na frente do médico com as imagens radiológicas do paciente e assegura que os dois permaneçam perfeitamente consistentes e focados.

O médico Giovanni Badiali, do hospital S.Orsola de Bolonha, conta que antes da cirurgia, é visualizado a anatomia do esqueleto, crânio, mandíbula e linha de corte em realidade aumentada. Assim, o óculos permitiu visualizar uma linha pontilhada em 3D diretamente no osso do paciente, mostrando o caminho a seguir.