Mais um recorde: dólar fecha a R$ 4,37

O dólar à vista subiu pelo terceiro dia seguido

Foto: Reprodução

O dólar bateu mais um recorde nesta quarta-feira (19), um dia depois do presidente do Banco Central afirmar que está tranquilo em relação ao câmbio e com os investidores atentos ao noticiário do coronavírus. Por volta das 16h50, a moeda americana avançava 0,18%, aos R$ 4,3645, após bater R$ 4,3775.

Na parcial do mês, o dólar acumula alta de 1,87%. No ano, o avanço é de 8,86%. O Ibovespa encontrou espaço para recuperação, seguindo seus pares globais e intensificando gradualmente ao longo da sessão. Às 16h51, o índice avançava 1,23%, aos 116.386 pontos. O maior avanço foi quando bateu 116.505 pontos.

As aflições com o coronavírus reduzem um pouco. Mesmo que a Apple tenha sinalizado que não cumprirá suas projeções para o trimestre por causa do vírus — o que intensificou a aversão ao risco na sessão anterior — a percepção atual é a de que a propagação da doença tem acontecido mais lentamente.