China lança app para detectar proximidade de infectados pelo coronavírus

A finalidade é reduzir a possibilidade de contágio e diminuir a propagação de informações falsas

Foto: Reprodução

A China lançou um aplicativo que detecta proximidade de pacientes confirmados ou com suspeita de ter contraído o novo coronavírus, permitindo que os usuários verifiquem se estão com risco de serem infectados pelo vírus. A finalidade é reduzir a possibilidade de contágio e diminuir a propagação de informações falsas.

O aplicativo pode ser baixado através da digitalização de um QR Code nos aplicativos mais usados no país, como AlipayWeChat. Depois de se registrar com um número de telefone, os usuários precisam digitar seu nome e número de identificação para saber se eles estavam em contato íntimo com alguém infectado.

Cada pessoa terá direito a três “verificações de status” das pessoas com que teve contato. Aqueles que têm estado em contato íntimo são aconselhados a ficar em casa e entrar em contato com as autoridades de saúde locais.

O recurso reconhece como “contato próximo” pessoas que trabalham ou estudam juntas, bem como membros da família ou que dividem a mesma casa. Viagens em transportes coletivos fechados com alguém diagnosticado também são captadas.

O aplicativo foi desenvolvido pelo Escritório Geral do Conselho de Estado, pela Comissão Nacional de Saúde e pela China Electronics Technology Group Corporations (CETC). A CETC disse que o aplicativo recebeu apoio de várias agências governamentais, para garantir dados precisos, confiáveis e autorizados.