Saiba quais são os rumos da inovação no transporte de cargas

Em 2020, as empresas pensam em formas de agregar a tecnologia ao transporte de cargas

Em 2020, está cada vez mais difícil para as empresas escaparem do mundo digital, Independente do segmento, precisam estar antenadas com novas tecnologias para auxiliar no trabalho de atender os clientes. A área de transportes não fica fora dessa tendência, pois essas novas ferramentas se tornaram uma área vital para o sucesso do negócio. 

A previsão para 2020 é que o “lado online” vai evoluir e crescer no mercado de transportes, oferecendo cada vez mais serviços digitalizados para aumentar a velocidade de processos, reduzir custos e gerar eficiência. Haverá um aumento de transação de processos digitais – caso do canhoto digital e de outros documentos, que, geralmente, são feitos no papel. Os fretes passam a ter existência e validação online. Os dados também ficarão armazenados fora do data center. Até 2023, mais de 50% dos dados gerados serão criados e processados na nuvem. 

Outro passo importante é a automação de processos manuais, principalmente na área de logística. Contudo, isso não significa um perigo para o futuro do emprego, apenas libera as empresas para focar na relação com as pessoas.

Além disso, a tecnologia será uma forte aliada na leitura de como o consumidor se comporta – para que haja um melhor atendimento. A busca por customizar processos  tende a ser mais valorizada, proporcionando uma aplicação de tecnologia personalizada com ferramentas de Machine Learning e Inteligência Artificial. 

A tendência é simplificar também o trabalho dos caminhoneiros. Com a tecnologia, é possível que tenham acesso à informação em tempo real e que o ajude a otimizar sua rota, sua segurança e sua eficácia na direção. 

Apesar de todo esse crescimento no segmento de transporte de cargas, a preocupação das empresas é com a sustentabilidade e não com “crescer a qualquer custo”.