“Porquinho digital”: conheça o aplicativo que te ajuda a economizar

Com apenas R$1 o usuário inicia seu investimento

O aplicativo "porquinho digital" ajuda o usuário a economizar dinheiro (foto: reprodução)

Quanto dinheiro conseguiríamos juntar se guardássemos todas as moedas de R$ 1,00 que recebemos como troco, por exemplo? Grandes investimentos começam com essas poucas moedas e baixo valor.

Essa foi a visão usada pela empreendedora Monica Saccarelli, que criou um aplicativo de serviços para o consumidor, o “porquinho digital”. O que diferencia o aplicativo desenvolvido por ela de outros aplicativos é que bancos e corretoras tradicionais ainda não o utilizam.

Investimento de R$1,00

Monica explica que para ela foi um desafio trazer esse acesso ao mundo do investimento para qualquer pessoa, não importa a classe. A investidora ressalta a facilidade que o serviço oferece, não sendo necessário, de início, aplicar um valor alto, o cliente pode começar com apenas R$ 1.00.

É para isso que o app veio. Não tem muito dinheiro? Tem um real? Dez reais? Começa com isso para você aprender. Não sabe onde investir? Ensinamos apenas um tipo de investimento, enfatiza Monica.

Dez mil usuários ativos

Hoje, cerca de dez mil pessoas usam o aplicativo. No ranking de destinos para o investimento a longo prazo, estão viagens, em seguida, o dinheiro guardado servirá para comprar uma moto, ou até mesmo uma casa. Monica diz que educa o usuário a guardar para o objetivo. É muito mais fácil. Se eles possuem uma meta, um sonho, eles precisam continuar guardando.

A startup utiliza o benefício do “spread”, que é a diferença percentual entre a taxa de juros de captação e de aplicação. João Batista, que integra o grupo de usuários do “porquinho digital”, diz já ter planos para os novos investimentos, revela que como está se formando, quer fazer uma pós, mas também pretende fazer outro objetivo subsidiário, que vai ser uma outra viagem no fim de ano.

Bom mercado

Monica acredita no crescimento do setor financeiro e vê nele uma grande oportunidade para expandir seus projetos durante esse ano. Para ela, o Banco Central está super update, a favor, e acompanhando o crescimento das fintechs, o que está sendo muito bom para esse mercado.