Startup cria solução para simplificar processos entre empresas e instituições públicas

Docato, que foca em ser um novo unicórnio, atua para diminuir a burocracia e agilizar processos

Foto: Reprodução

A startup Docato surgiu para simplificar os processos burocráticos para as empresas, otimizando tempo e os custos envolvidos. Com a utilização de robôs, inteligência artificial e especialistas, de forma presencial e digital, a ferramenta coleta dados e documentações dos mais diversos sistemas de instituições.

A startup conta com mais de 40 colaboradores na sede da empresa em Ponta Grossa, na região Central do Paraná, e nas filiais em Curitiba e São Paulo. O fundador da startup, Vicente Barbur Neto, conta que entrou no mercado em 2017, com a lawtech Minhas Audiências, com soluções tecnológicas para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos.

Com um cenário considerado promissor, o empresário diz que em pouco tempo estava realizando serviços além do âmbito jurídico. Com isso, foi lançada a Docato, com o objetivo de evoluir a missão da empresa de resolver a burocracia. Dentre os segmentos de atuação estão imobiliárias, construtoras, financiadoras e recuperadores de crédito.

Para facilitar o acesso aos serviços, a Docato disponibiliza três planos, que possibilitam contratar robôs, especialistas ou então negociar diretamente com prestadores disponíveis. Hoje são realizados mais de 2 mil serviços presenciais e retirados mais de 10 mil documentos digitais por dia. São em torno de 180 clientes por dia.

Vicente diz que em alguns casos, é possível reduzir em até 90% o tempo médio que seria despendido com a burocracia. De acordo com o empresário, o sonho é de tornar a Docato unicórnio — uma startup com avaliação de preço de mercado no valor de mais de US$ 1 bilhão. Hoje, o crescimento é de aproximadamente 10% ao mês, e a previsão é de receber uma rodada de investimento para aceleração, em 2020.

Cenário

Na lista dos países mais burocráticos do mundo, conforme o Banco Mundial, o Brasil lidera o tempo gasto pelas empresas na preparação de documentos para o pagamento de impostos e contribuições. São em torno de 2 mil horas por ano dedicadas pelos empreendedores e gestores com questões burocráticas para o pagamento de impostos.