Toyota investe US$ 394 milhões em companhia de táxi aéreo elétrico

Parecida a um drone, a aeronave tem capacidade para quatro passageiros mais o piloto

A montadora japonesa de automóveis, Toyota, anunciou o investimento de US$ 394 milhões na startup de táxi aéreo elétrico Joby Aviation. A companhia está em fase de desenvolvimento experimental de uma aeronave elétrica pilotada de aterrissagem e decolagem verticais (eVTOL, na sigla em inglês) sustentável. As informações são da Forbes.

Parecida com um drone e com capacidade para quatro passageiros mais o piloto, a aeronave Joby terá seis hélices, um alcance de 150 milhas (aproximadamente 240 km) e poderá voar até 200 milhas por hora (cerca de 320 km/h). O objetivo da companhia é implantar serviços de transporte aéreo rápidos, silenciosos e acessíveis.

A montadora vai compartilhar a sua experiência em manufatura, qualidade e controle de custos. Outras empresas também estão desenvolvendo veículos semelhantes, como a Volocopter, da Alemanha, e a Kitty Hawk, da Califórnia, apoiada pela Airbus — mas a Joby é uma das primeiras a receber bons investimentos de grandes montadoras. 

O presidente e CEO da Toyota, Akio Toyoda, disse em comunicado que espera oferecer liberdade de movimento e diversão aos clientes em qualquer lugar, seja na terra e ou até mesmo no céu. Além de o investimento da japonesa, a startup recebeu mais US$ 196 milhões na rodada de investimentos.

Além das aeronaves VOLT, a Joby planeja criar um novo serviço de transporte que pode ser implementado em grandes cidades. Com o financiamento da Toyota, a startup poderá usar a experiência da montadora para resolver problemas de fabricação em grande escala.