Amazon volta a valer mais de US$ 1 trilhão após ações subirem 12%

Pela primeira vez, quatro companhias de tecnologia superam o valor de US$ 1 trilhão

Foto: Reprodução

A gigante de tecnologia Amazon dispara até 11,9% no aftermarket da Bolsa dos Estados Unidos nesta quinta-feira (30) após apresentar resultados muito acima das expectativas do mercado no último trimestre. Com o movimento, o valor de mercado da companhia superou US$ 1 trilhão. A empresa fechou o pregão regular valendo US$ 927 bilhões.

O principal destaque ficou com o crescimento de 21% na receita, saltando de US$ 72,3 bilhões para US$ 87,4 bilhões em um ano. A valorização também deu ao setor de tecnologia uma nova marca: pela primeira vez, quatro companhias desse mercado sustentam o valor de US$ 1 trilhão — além da empresa de Jeff Bezos, Alphabet, Microsoft e Apple também ultrapassaram esse valor.

Parte do entusiasmo tem a ver com o fato de que a empresa publicou uma perspectiva fraca para as festas de fim de ano três meses atrás. Essas expectativas foram superadas e a Amazon voltou ao crescimento após apresentar queda no trimestre anterior. Os ganhos por ação ficaram em US$ 6,47, ante expectativa de US$ 4,03 dos analistas compilados pela Refinitiv. 

A vertical de serviços de nuvem Amazon Web Services, uma das grandes apostas do mercado para a companhia, alcançou receita de US$ 9,95 bilhões, acima dos US$ 9,81 bilhões previstos. As vendas nos Estados Unidos, principal mercado da Amazon, também aumentaram: a receita na região cresceu 21,6%, para US$ 53,6 bilhões, ao longo do 4.º trimestre de 2019.