Londres terá tecnologia de reconhecimento facial nas ruas

Objetivo é identificar criminosos em áreas consideradas perigosas

Foto: Reprodução

A Polícia Metropolitana de Londres anunciou que vai inserir câmeras e tecnologia de reconhecimento facial em tempo real na cidade. Segundo comunicado, as câmeras estariam conectadas a uma base de dados de suspeitos, mas não conectada com outros sistemas de monitoramento. 

A decisão surge no momento em que se debate o uso desse tipo de tecnologia. O reconhecimento facial vive um momento de aplicação generalizada, com aplicações em aeroportos, segurança nas fronteiras, bancos, lojas comerciais, escolas e tecnologia pessoal, assim como para desbloquear smartphones.

Esse tipo de tecnologia também vem sendo utilizado por forças policiais, mas recebe críticas por receios de viés e imprecisão na análise. A polícia de Londres garante que a tecnologia foi largamente testada, já está funcionando no setor privado e que seu uso será totalmente feito de forma transparente.

O comissário responsável pela supervisão do sistema, Nick Ephgrave, informou que as câmeras ficarão em áreas onde pesquisas indicaram ser as mais perigosas e onde há maior probabilidade de localizar suspeitos. Para isso, vão existir listas de procurados, compostas por fotografias, que o sistema vai tentar localizar.

O objetivo do uso dessa tecnologia não é a substituição do tradicional policiamento. O sistema vai dar alertas, informando as autoridades da possibilidade de alguém ser procurado pela polícia. Dessa forma, a decisão de intervir será sempre humana. Ephgrave afirma que a utilização do sistema é importante e essencial para ajudar a combater a violência.