Porto do Itaqui retoma operação regular de contêineres

A retomada da linha de contêineres via Itaqui vem sendo trabalhada em conjunto há dois anos

A expectativa de retorno da linha regular de contêneires no Itaqui está prevista para fevereiro (foto/: reprodução)

Neste domingo (12), o Porto do Itaqui recebeu o maior navio conteineiro der que se tem notícia na ilha, o navio Bartolomeu Dias, da Aliança Navegação. Sua vinda teve o intuito de reforçar a chegada de contêineres e a retomada das operações no Maranhão, que serão semanais a partir de fevereiro.

As cargas que estão atracando no porto chegaram carregadas de alimentos, bebidas, produtos refrigerados, lã de aço, moveis, eletrodomésticos, roupas e outros. Esta iniciativa é entre o Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emapi), comunidade e iniciativa privada.

Retomada da linha de contêineres

A retomada da linha de contêineres via Itaqui vem sendo trabalhada em conjunto há dois anos. O Governo do Estado investiu em estrutura se preparando para esse momento. Com isso abrimos mais um importante mercado e contribuímos para a redução de custo logístico para as empresas maranhenses, com dialogo com todos os atores envolvidos, somando esforços para a atração de mais investimentos e para o desenvolvimento do Maranhão, explicou o secretário da Seinc, Simplício Araújo.

A expectativa de retorno da linha regular de contêneires no Itaqui é prevista para o próximo mês, para isso, diversos testes e ajustes foram iniciados desde agosto do ano passado. Em 2017, o Governo do Estado, por meio da Emap, entregou um novo pátio para contêiner, mas vale lembrar que o mapeamento e investimento em estudos de viabilidade iniciaram desde 2015.

Investimentos milionários

São 20.250 metros quadrados distribuídos em área para a armazenagem portuária de contêineres do Porto do Itaqui e 1.341 TEUS de capacidade estática. Em relação ao valor investido na obra de engenharia, foram R$ 10 milhões, já na reestruturação do sistema elétrico o valor foi de R$ 9 milhões.

Para Wanderson Mendes, sócio-diretor da Intrading Global, empresa responsável pela intermediação entre Governo e empresas, a expectativa é que no período de três a seis meses, sejam recebidos de 200 a 250 contêineres semanalmente no porto de Itaqui e que as tratativas do Governo do Estado, culminaram para o cenário atual.

Melhorias no cenário

“O porto do Itaqui pode receber no Itaqui toda a semana um navio com contêineres. Isso vai dar uma garantia, mais competitividade e mais ajuste de prazos e condições para o cliente organizar seu cronograma de entregas”, concluiu Mendes.