Empresa-mãe do Google está prestes a atingir US$ 1 trilhão em valor de mercado

A companhia será a quarta big tech a atingir a marca

A Alphabet, empresa-mãe do Google, está prestes a atingir o valor de mercado de US$ 1 trilhão pela primeira vez. Com a marca, a companhia será a quarta big tech a atingir o valor. Na segunda-feira (13), a empresa atingiu um valor de US$ 993 bilhões na bolsa. O valor se tornou provável após uma nova alta nas ações da companhia ao longo da última semana.

As expectativas dos investidores foram influenciadas por um possível aumento na receita em publicidade e marketing, responsável pela maior parte do faturamento da Alphabet. Há ainda o investimento da empresa em inovação e a aquisição de novas companhias. Também existe expectativa em relação à unidade de carros autônomos da Alphabet, a Waymo, que já foi avaliada em US$ 150 bilhões.

Em dezembro de 2019, houve mudança na liderança do Google, a saída dos cofundadores Larry Page e Sergey Brin entusiasmou os investidores, que receberam de forma positiva o comando de Sundar Pichai. Conforme a Alphabet inicia o ano sob nova administração, as expectativas de outro crescimento vão além da receita com publicidade. A Google Play Store, serviços de computação em nuvem e vendas de hardware já equivalem a 16% da receita da corporação.

A Apple foi a primeira empresa de tecnologia a se tornar uma big tech, quando atingiu o valor de US$ 1 trilhão em agosto de 2018, avaliada agora em US$ 1,37 trilhão. A companhia foi seguida pela Microsoft, que agora vale US$ 1,26 trilhão. A Amazon foi a terceira empresa a atingir a marca, mas tem escorregado para trás e agora vale US$ 940 bilhões.