Startout Brasil irá selecionar 20 startups para internacionalizar seus negócios em Nova York

Empreendedores podem se inscrever até o dia 20 de janeiro no site do programa

Para decolar negócios em 2020, o StartOut Brasil, programa de apoio à inserção de startups brasileiras nos mais promissores ecossistemas de inovação do mundo, está com inscrições abertas para levar 20 startups para uma imersão em uma das cidades mais promissoras e berço das inovações tecnológicas: Nova York.

Apoiadas pelo Governo Federal brasileiro, essas empresas receberão treinamento de pitch internacional, acesso a workshops com prestadores de serviços e terão a oportunidade de se reunir e se conectar com potenciais parceiros de negócios, possíveis clientes e investidores. A participação em todas as atividades da missão é gratuita aos participantes.

Com mais de 8 milhões de habitantes, Nova York é a quinta cidade que mais se destaca pelas startups de tecnologia com maior participação de mulheres, aproximadamente 18%, segundo o relatório do programa Startup Genome. Seu ecossistema tem chamado a atenção do mundo inteiro, criando um ambiente favorável à criação de empresas de tecnologia e internet.

Ainda segundo o relatório, estão presentes na cidade mais de 9 mil startups, o que reforça a região como um dos maiores hubs de inovação do mundo. Além de abrigar 25 unicórnios, 100 incubadoras e aceleradoras, 200 coworkings e 120 universidades. Entre os setores mais fortes de Nova York se destacam o e-commerce, moda, mídia e publicidade com foco em consumo. 

Inscrições

O programa é destinado a startups brasileiras de qualquer área de atuação que já tenham tração no mercado doméstico e condições concretas de se internacionalizar, sem comprometer suas operações no país. Para participar, as empresas precisam já estar faturando ou já ter recebido algum tipo de investimento, além de contar com uma equipe 100% dedicada ao negócio.

As startups interessadas deverão se inscrever até 20 de janeiro no site do StartOut Brasil. O formulário deve ser preenchido obrigatoriamente em inglês, com dados específicos sobre a empresa e mercado-alvo. Cada inscrição será inicialmente analisada por responsáveis das instituições organizadoras e as 40 startups mais bem posicionadas serão avaliadas por especialistas no mercado de destino.

Ao final, serão selecionadas 15 startups brasileiras que nunca participaram ou fizeram parte de apenas um ciclo do programa, e até cinco startups classificadas como graduadas, ou seja, aquelas que participaram de dois ou mais ciclos do StartOut Brasil. Por fim, o resultado será anunciado no dia 28 de fevereiro.