Crédito para veículo tem alta de 80% no ano

O estoque teve alta de 71,1% de janeiro a novembro

O estoque teve alta de 71,1% de janeiro a novembro (foto: reprodução)

Sob impacto de aplicativos de corridas, o resultado para o segmento de veículos foi melhor que o esperado. O Banco Central divulgou nesta quarta-feira (27), que o crédito para compra de veículos foi o que mais cresceu neste ano entre todas as modalidades para pessoas jurídicas. Foram R$ 47,853 bilhões dentro de 12 meses. O estoque teve alta de 71,1% de janeiro a novembro.

Anos prósperos para o segmento

Renato Baldini, chefe adjunto do Departamento de Estatísticas do BC, destacou que os números desnudam uma nova realidade em relação ao que acontecia em anos anteriores. Para ele, financiamentos para aquisições de veículos eram principalmente para pessoas físicas, participação de pessoas jurídicas era baixa, isso tem sido bastante alterado.

As vendas diretas para frotas de locadoras têm aumentado, o que está associado à locação de veículos para motoristas de aplicativos. Muita gente tem trabalhado nesse segmento sem comprar o carro, eles alugam o carro por períodos longos, inclusive. Tem se formado um modelo de negócios que parece resultar nesse dado que a gente tem observado, acrescenta.

Taxa de juros baixa e redução dos juros básicos

Um fator favorável é a taxa de juros em baixa, estando em 12% ao ano, além disso, existe também a redução dos juros básicos conduzida pelo BC. A Selic, hoje, está com 5,4%, mínimo valor histórico. Para Baldini, o crédito a veículos para empresas ainda não dá sinais de estabilização. Até onde prossegue a gente não sabe, mas aparentemente continua acontecendo.